História do Arthur e Lucas

Uma frase lida no Facebook nos inspirou para começar a escrever esse depoimento. Ela assim dizia: “No primeiro dia do ano eu não imaginava que iria acontecer nem metade do que já aconteceu até agora”. O cenário no dia primeiro de 2014 era este: esposa trabalhando a semana toda em Angra, marido morando no Rio, tentativas até então frustradas de engravidar… E logo neste inicio de ano a tão esperada notícia foi recebida: estávamos grávidos, sendo que a recompensa por esta demora tinha sido traduzida na surpresa de dois presentes… Eram gêmeos. Assim que recebemos esta informação, nos foi perguntado se tínhamos um obstetra para acompanhar o pré-natal e a preocupação nos tomou conta. Em toda a minha vida foi uma saga a procura de uma Ginecologista que, naquele momento, se tornava imprescindível… Aceitamos a indicação e juntos fomos na primeira consulta. Não tem como descrever a primeira impressão que tivemos. Adoramos tudo!! Chegamos cheios de dúvidas e preocupações e saímos com um esquema de acompanhamento com informações, como: remédios que poderia tomar, indicação de profissionais, além da certeza que tudo iria ser esclarecido no tempo certo. Além disso, fomos recebidos no horário agendado e com uma atenção excepcional aos nossos anseios, que nos pareceu até surpreendente, tendo em vista que ela deveria estar acostumada a ouvir essas ansiedades a todo momento. E durante a consulta era como se tivéssemos o dia todo ali para a gente (e tínhamos, assim acreditávamos). Imagina… Para um casal que é ansioso e busca ser organizado e pontual, o encontro com uma profissional assim foi um milagre. Foi mais um presente dado a nós em tão pouco tempo. E as tão comentadas preocupações que os pais passam com os filhos não demoraram a chegar. Nos acompanhamentos realizados por ultrassons, diferenças em relação à distribuição de liquido amniótico entre eles surgiram e as tensões eram frequentes a cada ultrassom. Pensávamos em ganhar semanas e torcíamos que o período de breve estabilidade desse quadro se prolongasse. A cada meta vencida, uma outra se estipulava… Durante essas trinta e seis semanas, nem é possível relatar tamanha emoção que sentíamos, sendo que a confiança na dra Carolina era permanente e era muito reconfortante relembrar o quanto sentíamos acolhidos, mesmo em ligações de madrugada ou nos finais de semana. E o final desta etapa de tantas emoções foi celebrado com lágrimas de alegria. Saber que a dra Carolina fez parte da nossa história e do Arthur e do Lucas, é mencionado por nós com muita satisfação. E, se não bastasse todo o trabalho até aquele momento, depois do nascimento deles, também contamos com o apoio da dra Carolina, que mais uma vez se mostrou mais do que uma excelente profissional, mas uma pessoa maravilhosa que se dedica por inteiro aos seus clientes. Não temos como expressar a gratidão de tê-la conhecido e compartilhado deste momento tão especial; no qual retratamos em parte tudo que fez por nós.

Voltar
Fechar Menu