História da Brenda, irmã do Bernardo

Meu novo amor! La vem a Brenda, irmã do Bernardo, nosso primeiro amor! Totalmente planejada, filha de uma trompa só, assim como o irmão, e apressada, foi gerada no primeiro ciclo de tentativa! Assim como na primeira vez, queria parto normal! No final da gravidez vimos que a princesa Brenda estava bem bolinha, então, resolvemos marcar a indução de parto para o dia 08/07 que era uma segunda-feira. Na nossa última consulta, perguntei pra Dra se podia ir a um casamento e a resposta foi: sim, e dance bastante! Pois bem, o casamento ocorreu no sábado dia 06/09, e assim fomos! A parte do dance bastante ficou só em pensamento, pois estava cansada demais pra isso! Chegamos em casa as 1h e 1h30 deitei na cama! Só deitei, porque foi bate volta: a bolsa havia estourado!!! Liguei pra Dra. Carolina e partimos todos para Perinatal! Após uma noite em claro, fazendo exames pra ver os batimentos da princesa, fomos pro quarto descansar e esperar a indução funcionar!!! As 10h fomos pra sala de pré parto, em trabalho de parto! Além da equipe médica, estava a super querida Cintia Porto, que me auxiliou também no parto do meu primeiro filho! Dessa vez parece que o parto foi mais real! Participei mais e confesso que senti mais dor, mas um pouco por escolha minha. Estava exausta pois não havia dormido a noite. Entre uma contração e outra eu pedia pra dormir. Que gravida faz isso? Bom, eu fiz!!! Quando não aguentava mais de…sono, a Dra disse que seria naquela hora, algumas forcinhas e pronto! E foi! Incorporei a mulher maravilha que havia dormido 12hs seguidas e fui! Brenda nasceu com 4005g, às 15h19min do dia 07/09 (esperta, feriado). Foi lindo! É impressionante como a dor desaparece num piscar de olhos, quando o neném nasce! Uma mistura de amor, com cansaço, fim da dor, alivio, alegria, tomou conta de mim! Meu novo amor, minha outra parte havia chegado pra completar minha vida, minha felicidade! Mais uma vez eu agradeço por ter sido com ela, a “minha” médica Dra Carolina! Momento algum eu me senti sozinha, com medo, insegura…só com sono!(risos) A fábrica por aqui fechou, mas desejo que assim como os meus dois partos foram lindos e normais, espero que outras mulheres tenham essa mesma sorte que eu tive!

Voltar
Fechar Menu