História da Luiza

Durante os meses em que tentamos engravidar, já pensava como seria o parto que gostaria de ter. O meu desejo era tentar um parto normal. Sou pequena, tipo ”mignon”, e pensava se eu conseguiria. Assim que descobri que estava grávida, comecei a buscar uma obstetra que me ajudasse com o meu desejado parto normal. Após indicações e consultas, conheci a Dra Carolina Mocarzel. Só de ler o site, já ficamos maravilhados! E quando nos conhecemos, foi paixão à primeira consulta! Após uma longa conversa, ela me esclareceu todas as minhas dúvidas e receios. Me explicou sua forma de proceder e disse que faria tudo dentro do possível e seguro para que minha gestação e parto fossem do jeito que eu desejava. E assim foi!!! O pré-natal com a Dra Carolina foi ótimo. A medida que me aproximava da data possível do nascimento da Luiza, conversávamos bastante sobre trabalho de parto ativo e como identificá-lo (ritmo e zona de conforto!), o que deixava a mim e ao meu marido muito tranquilos. No dia que completei 40 semanas, fui acordada de madrugada (por volta de meia noite e meia) com uma sensação estranha. Percebi que minha bolsa havia rompido. Liguei para a Dra Carolina uma hora e meia depois para avisá-la e expliquei que não estava sentindo nada, ou seja, nenhuma contração. Ela me pediu que fosse com tranquilidade para a maternidade. Chegamos na Perinatal por volta de quatro horas da manhã. A obstetra de plantão me examinou e confirmou que meu colo do útero estava fechado e não havia dilatação. Ligaram para a Dra Carolina e, considerando que os batimentos da Luiza estavam ok após a realização da cardiotocografia, optamos por induzir o parto antes de partir para uma cesárea. Às 8h, começamos o processo. A Dra Carolina chegou pouco depois e me tranquilizou. Disse para eu descansar e recarregar as energias, pois teríamos um lindo dia de trabalho pela frente! :o) Ao meio-dia fiz uma nova cardiotografia, que mostrou que a Luiza estava bem e poderíamos prosseguir com a indução. Nesse momento, estava com 1 cm de dilatação e contrações suportáveis de mais ou menos 10 em 10 min. Fui novamente medicada e a Dra Carolina disse que a dor iria aumentar (só não imaginava que seria tão rápido! rsrs). Logo depois, voltei para o quarto para almoçar. Mas não consegui terminar o almoço. A dor aumentou e as contrações vinham de 3 em 3 min. Estava com 2 cm de dilatação. Como a dor se intensificou muito, fui para o chuveiro e aguardei a anestesista Gisele chegar. Por volta das 16h, fui para a sala de pré-parto para receber a analgesia. Estava com 3 cm, mas as contrações eram fortes, muito em função da indução. Após a analgesia, voltei a sorrir (obrigada Dra Gisele!!). Às 17h, estava com 5cm de dilatação e sem dor! Com a ajuda maravilhosa da fisioterapeuta do parto Cintia, o processo evoluiu muito bem e às 18h estava com dilatação total! E aí, começou o período expulsivo! Parecia cena de novela! rsrs. Eu fazendo força a cada contração e a Dra Carolina e sua equipe médica me dizendo que faltava pouco, que mais uma vez e minha filha nascia! Já estava cansada, fiz uma força muito grande e a Luiza nasceu às 19h07m! Foi incrível! Ela veio direto para o meu colo, estava super saudável (apgar 9-10) e chorando bastante! Eu e meu marido estávamos felizes e emocionados! Eu nem acreditava que havia conseguido! Foi realmente maravilhoso e nada disso seria possível sem a Dra Carolina (e seu apoio incansável desde às 8h da manhã, me tranquilizando e dizendo que ela não desistiria do meu parto normal se a indução progredisse de forma segura e sem riscos para mim e para minha bebê!) e sua equipe! Termino meu depoimento deixando o meu MUITO OBRIGADA a vocês!

Voltar
Fechar Menu