História do Murilo

Acho que o sonho de quase toda mulher é ser mãe. No meu caso não foi diferente. Sempre sonhei em ter um bebê e o que mais me fascinava era a amamentação, momento de total conexão entre mãe e filho. Estava a bordo do navio onde trabalho embarcada quando percebi que a minha menstruação estava atrasada e resolvi fazer um teste para confirmar a suspeita. Com o resultado positivo veio a felicidade de ter um sonho realizado! O primeiro passo foi procurar um médico que passasse segurança para me oferecer uma gestação tranquila. Após algumas recomendações, consegui marcar consulta com a renomada Carolina Mocarzel. Mas o que uma marinheira de primeira viagem deve esperar de uma obstetra? Segurança, confiança, honestidade. Após duas horas de consulta a Carol já conhecia todo o histórico familiar meu e do meu marido, o que a levou a nos fornecer todas as informações que precisávamos para que tivéssemos certeza de que ela seria a responsável por colocar no mundo a coisa mais importante de nossas vidas: o Murilo. Ao fim da consulta o susto: ela nos informou que estava grávida e teria o seu bebê um mês antes do nosso. Sempre muito honesta, Carol nos comunicou que retornaria a tempo de realizar o meu parto mas nos deixou à vontade para que procurássemos outro médico caso não estivéssemos confiantes. Não nos passou pela cabeça desistir dela nem por um segundo e na mesma hora afirmamos que seguiríamos a gestação sob seus cuidados. Durante toda a gravidez idealizei o momento do meu parto. Seria normal. Assistimos muitos documentários e filmes e me emocionava cada vez que via algo relacionado à isso. O Renascimento do Parto nos esclareceu muitas dúvidas e consulta após consulta ganhava mais confiança para reforçar a nossa decisão. Infelizmente, após meses de planejamento, um imprevisto antecipou nossos planos e fez com que a Carol, com apenas 13 dias de resguardo, fizesse uma cesárea de emergência devido à uma inesperada pré eclampsia grave. Após averiguar a pressão a Carol nos informou que não poderíamos mais aguardar e resolveu me operar 3 horas após nossa última conversa pelo telefone. Susto! Esta é a melhor definição do que passamos. Para a nossa sorte escolhemos uma médica que nunca nos desamparou. Sempre mantive a tranquilidade pois cada passo meu e cada ida à maternidade era monitorada de perto pela Carol e sua equipe, mesmo nos dias anteriores e posteriores ao seu parto! O comprometimento dela conosco foi crucial para que o parto não virasse uma emergência. Durante a cirurgia um fato inusitado proporcionou diversão à toda a equipe médica: O efeito da anestesia causou uma espécie de alucinação e por alguns minutos achei que havia passado desta para uma melhor. Difícil foi me convencerem que eu não havia morrido! Hoje Murilo está com 7 semanas e nossa história de amor está apenas começando! Não sei descrever o tamanho do amor que sentimos por uma pessoa que acabou de chegar em nossas vidas!

Voltar
Fechar Menu