História do Pedro

A história da chegada do nosso Pedro é a história de um encontro, um belo encontro entre um casal apaixonado e uma médica anjo da guarda. Lembro que decidimos engravidar e eu estava sem ginecologista e recebi por indicação os contatos da Dra. Carolina. Já na primeira consulta, que durou mais de 1 hora, eu soube que nunca mais ia querer saber de outra médica na vida. Uma profissional que, antes de qualquer coisa, se coloca como uma pessoa da família, amiga, companheira e que nos guarda como se nosso bebê fosse dela. E, no final das contas, é mesmo. O Pedro sempre foi dela também. E não tem como falar do parto dele sem falar dela! Não podemos reclamar de absolutamente nada: minha gravidez foi maravilhosa. Não tive nada e tudo que eu tive já tinha sido premeditado pela Carolina. Tudo mesmo! Isso era incrível! Ela nos dizia “a partir de agora você vai começar a perceber…” e era b-a-t-a-t-a! Por isso, que tudo que ela pedia, eu fazia e ainda faço… e foi aí que começamos a perceber que ela era muito mais do que uma médica. Ela nos dava conselhos que iam desde enxoval para o Pedro a preocupação com a volta do Marcelo para o Rio. E nosso pré-natal foi assim: acompanhando o Pedro crescer (e crescia e engordava demais!), vendo as médicas refazerem os cálculos da idade gestacional dele em toda ultra e fortalecendo uma parceria incrível. Difícil explicar, acho que só quem passa, sabe o quanto é importante essa confiança no seu médico, mas que não basta só confiar! Você precisa ter abertura para ligar a qualquer momento e para tratar coisas simples, mas que, para uma grávida, viram um bicho de sete cabeças. E, nesses momentos, o que ouvíamos dela era: “eu abro o consultório para você a qualquer hora!”, “eu quero que você me ligue depois do exame”, “Pedrones, quero tanto te conhecer”! Isso não tem preço! O dia do parto do Pedro foi tenso para mim, que estava bem nervosa com a anestesia (nosso bebê-giga chegou a 4.100kg e tirou a chance do parto normal), mas foi um dia maravilhoso. A sala de parto parecia a sala da minha casa num dia de chopp entre amigos: uma delícia! Um clima de muita alegria e nosso bebê bolota chegou super bem, embora aos berros! E, quando ele estava quase nascendo, as palavras da Carolina foram: “Vem Pedro, que estamos doidos pra te conhecer!”. Pode ter médica mais querida? A história do parto é do Pedro, mas a nossa personagem favorita foi a Carolina e nós só temos a agradecer tudo que ela fez por nós 3 e por tudo que ainda faz. Pra sempre, ela estará presente em nossas vidas!!!

Voltar
Fechar Menu